OCA GLACIACION

A mulher da terra (Homenagem à missionária: Dorothy Stang)

Agoniza a terra…
Chora a mulher que pisa na terra.
Aduba o sonho – o sangue aduba a terra.
Enterra-se a mulher.
Em terra o sonho-assentado na terra.

Acolhe a terra – a mulher da terra…
A colheita que não se colheu.
Morre a mulher… (Dorothy Stang)

Morre a terra – morre o sonho.
O disparo do revolver – o baque.
Chumbo quente – fumegante…
Dilacerando a mulher da terra.

O dorso nu…
Queimado pelo sol da terra.
Pela pólvora da terra.
Corpo rijo – rija terra.

Sangue embebendo a terra.
De quem erra… E só quer a terra.
À volta pra terra – pó da terra.

Mulher da terra – sem terra.
Sem teto – sem reforma.
Faca – enxada – foice – facão.
Almas da terra…

Armas da terra…
Cavando – preparando a terra…
Pouca terra – sete palmos de terra
e mas terra.

Reforma da terra – reforma agrária.
Enfim… A mulher da terra
embaixo da terra.
Dorothy Stang…

Homenagem do poeta Tiko Lee à missionária:
Dorothy Stang, assassinada no dia 12/02/2005.
Em Anapú-Pará. Brasil.

Imprimir artículo Imprimir artículo Etiquetado como:

Comparte este artículo

Deja un comentario

Por favor ten presente que: los comentarios son revisados previamente a su publicación, y esta tarea puede llevar algo de retraso. No hay necesidad de que envíes tu comentario de nuevo.